O que é Paracord?


Originalmente utilizada na suspensão dos paraquedas dos Estados Unidos durante a Segunda Guerra Mundial, mas as tropas encontraram diversos usos para a corda no campo de batalha. Desde então, tem sido utilizada por militares e civis no mundo todo, principalmente para atividades de sobrevivência. Paracord é tão versátil, que foi usada até mesmo por astronautas durante a STS-82, a oitenta segundos da missão Space Shuttle, para reparar o Telescópio Espacial Hubble.

 


TIPOS E ESPECIFICAÇÕES

Após a Segunda Guerra o mercado aberto disponibilizou Paracord para o uso civil com novos tipos e cores, que diferem o diâmetro e carga máxima de resistência.

Hoje, dispomos de maquinários modernos e matéria-prima de excelente qualidade para fabricação. Utilizamos fio de alta tenacidade, resistente à abrasão, produtos químicos e intempéries, com proteção UV,  resistente a mofo e apodrecimento.

O grande segredo da Paracord é a sua construção. Constituída de trança externa com filamentos internos torcidos individualmente, garantindo máxima resistência em uma corda compacta.

Veja os tipos que fabricamos a seguir:

 

Multicord
- 2,5mm de diâmetro;
- 1 filamento interno, e
- Carga máxima de resistência: 50kgf.

 

Microcord
- 1mm de diâmetro;
- Sem filamentos internos, e
- Carga máxima de resistência: 35kgf.

Tipo I - Paracord 100
- 2mm de diâmetro;
- 1 filamento interno, e
- Carga máxima de resistência; 45kgf.

Tipo II - Paracord 425
- 3mm de diâmetro;
- 5 filamentos internos, e
- Carga máxima de resistência: 195kgf.

Tipo III - Paracord 550
- 4mm de diâmetro;
- 7 filamentos internos;
- Carga máxima de resistência: 366kgf.

 

Tipo IV - Paracord 750
- 5mm de diâmetro;
- 11 filamentos internos;
- Carga máxima de resistência: 387kgf.

 

 

  Vídeo Institucional, exibindo a fabricação.

 


UTILIZAÇÕES

Essa corda fina é conhecida também por corda de paraquedas, cordame ou retinida.

Possui uma infinidade de usos, a palavra que bem a define é versatilidade. Ideal para atividades ao ar livre, inclusive pode separar os filamentos de seu núcleo e utilizá-los para fins que não exijam tanto a resistência do material.

Atualmente, tem ganhado cada vez mais espaço, não só em usos no meio da sobrevivência, mas também no cotidiano.

Suas utilidades mais comuns são: amarrações em abrigos, amarrar ou improvisar rede de descanso, improvisar linhas de pesca, construir jangadas/balsas, kit de primeiros socorros, kit para fogo primitivo, fazer armadilhas, pulseiras de sobrevivência, colares, cintos, amarrar boias em barcos, suspender objetos, cadarço de coturnos/botas, amarração de lonas, coleiras de animais domésticos, cabrestos e rédias para cavalos, macramê, dentre outras.

Usos com cordas da Paracord Aventura:

 

 Pulseira de Sobrevivência. Créditos @sd_bitencourt.

 

 Armadilha em Paracord. Créditos @sd_bitencourt.

 

 Coleira e Guia para Cães. Créditos @t_rexstore.

 

 Cabresto e Rédia em Paracord. Créditos @t_rexstore.

 

 Monkey Fist para defesa pessoal. Créditos @chinelodaminhoca.

 

 Cabo em Paracord para Faca. Créditos @sd_bitencourt.

 

 Strap para câmera. Créditos @xplorecords.

 


CARGA DE TRABALHO

Não recomendado para atividades de segurança individual com suspensão do peso corporal e risco de queda.

A carga de trabalho é a carga média em que a corda será submetida, muito importante para a escolha da corda.

Calcula-se usando um fator redutor na carga de ruptura, variando de acordo com o grau de risco no uso da corda.

Em baixo risco é utilizado um fator redutor entre 5 a 7 vezes a carga de ruptura.

Já em atividades que envolva risco de vida, o fator aumenta para 10 a 12 vezes a carga da ruptura.

Exemplo: uma corda com carga de ruptura de 366kgf (Paracord 550), para implicação de baixo risco, calcula-se: 366kgf:7=52,28kg.

Pague com
  • PagHiper
Selos

Paracord Esportes & Aventura - CNPJ: 27.194.696/0001-90 © Todos os direitos reservados. 2020

Chat Online